PRATA TÉCNICA

 

A prata metal é dúctil, de baixa dureza, ótimo condutor elétrico e térmico, não oxida, porém em contato com sulfetos ela formará uma película escura na superfície, a este processo é dado o nome de prata técnica (prateação). Dentre os metais, é a que mais conduz corrente elétrica, superando o cobre e o ouro.
 

TABELA DE ORIENTAÇÃO
Metais Base Aplicáveis Aços, Latão, Cobre, Alumínio, Zamak e Níquel
Principais Características Do Processo Desengraxe químico a 90 °C, decapagem ácida, eletrodeposição, cromatização e secagem a 60 ºC
Acabamentos Disponíveis Natural Passivado
Limites de Camada (µm) De 2 a 50
Resistência a Salt-Spray  Normalmente não é especificado
Aplicações Mais Usadas Ind. Eletro-eletrônico, contatos e terminais elétricos, componentes eletrônicos, quadros de comando
Resistência a Produtos Químicos  Teme substâncias ácidas, alcalinas e soluções com cloreto de sódio. Resiste a derivados de petróleo
Não Utilizar na Presença De  Temperatura = 150 °C. Zinco, soluções ácidas ou alcalinas
Cuidados Especiais  Não bater, armazenar em local seco e ventilado. Não usar em contato direto com papelão
Aderência à Pintura Baixa  
Penetração em Furos e Reentrâncias  Boa
Capacidade máxima dos tanques (mm)
Comp. - 500 Alt. - 350 Larg. - 500

 

 

Metalfim Tratamentos de Superficie LTDA. Emílio Romani, 1410 | CIC | 81460-020
Curitiba | PR
41 3268-0550 | www.metalfim.ind.br | metalfim@metalfim.ind.br - ricardo@metalfim.ind.br